Alunos-atletas paraenses superam obstáculos em Seletiva Nacional de Esportes

0
60

Vaga em mundial não veio, mas desempenho agradou a todos.

Belém-PA – Não deu para os paraenses no maior evento de desporto escolar do Brasil, a Seletiva Nacional de Gymnasiade 2018, que dava a vaga na maior competição escolar do planeta, o Mundial de Gymnasiade, na cidade de Maraquexe, no Marrocos.

Para os alunos-atletas paraenses o evento foi de superação e garra. Muitos desses jovens atletas que estão iniciando a carreira esportiva são de família humilde, que moram no interior do estado do Pará, e nas periferias de Belém.

A maioria desses alunos-atletas muitas das vezes não têm uma alimentação adequada, os equipamentos necessários para praticar o esporte em si, muitos desses jovens trabalham e estudam para ajudar nas despesas da casa, mas com todo essas barreiras, eles se superaram e emocionaram o Pará e o Brasil, na maior competição esportiva do desporto.

Cidade de Portel em festa.
A vaga no mundial de Gimnasiade na cidade de Maraquexe, no Marrocos, não veio, mas o quinto lugar dos 3000m no atletismo foi um feito de conquista para a aluna-atleta Janaira dos Santos Martins, de 16 anos, moradora do município de Portel que margeia as águas do Marajó no estado do Pará.

A aluna-atleta Janaira, ao lado do seu treinador Arisnei Dias

Para quem não conhece a história da ribeirinha Janaíra dos Santos, que estuda na Escola pública Marechal Deodoro, moradora da Vila São João Batista, comunidade pertencente ao município de Portel, no interior do Pará, com uma distância aproximada de 267 quilômetros da cidade de Belém. A jovem atleta Janaira mostra que as dificuldade não são desculpas para almejar o sucesso.

Sem energia elétrica em casa durante à noite, sem internet para navegar nas redes sociais, a jovem ainda tem que sair de sua Vila até a cidade de Portel onde treina na pista de atletismo, de barco pelo Rio Camarapi, ela leva 5 horas para chegar na cidade.

Segundo a jovem, todo esse esforço foi recompensado. “Representar a minha cidade e o Pará, isso para mim é algo gratificante. Chegar no quinto lugar, por tudo que passei, é pra comemorar”, disse Janaira.

Presidente da FPDE no segundo a esq. Gilson Pereira segurando a bandeira do Pará ao lado dos atletas.

Além da jovem, outros atletas mostraram garra e força de vontade para superar as suas limitações físicas e emocionais. Um exemplo disso é o jovem atleta judoca Vinícius Leão, que pratica a modalidade desde 2013, e disputou a seletiva nacional Gyamnasiade com brilho e emoção. Com um encurtamento no braço direito que poderia se tornar uma fraqueza na modalidade, Vinicius transforma ausência em oportunidade.

A chegada da delegação de São Paulo, para Belém está prevista para às 15h desta terça-feira.

Delegação tirando foto antes do embarque para o Pará

A Federação Paraense de Desporto Escola conta com o apoio do Estado do Pará através do Núcleo de Esporte e Lazer- NEL, e da Secretaria de Estado de Educação- SEDUC-PA.

A Seletiva Nacional de Gyamnasiade 2018 é promovido pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Federação do Desporto Escolar do Estado de São Paulo (FEDEESP),

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here