Administradora destaca a importância do XV Congresso

''Aprendi muito com todos, mas o que foi marcante para mim foi a constatação de que o maior dos tesouros não são os dados e sim o ser humano dotado de valores e consciente de sua responsabilidade ética e social, como garantia de um futuro mais digno para todos''

0
33

O XV Congresso de Gestão de Pessoas da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-PA) que foi realizado nos dias 23 e 24 de novembro no Hotel Princesa Louçãs, em Belém. Foi para muitos uma oportunidade única de aprimoramento profissional, caso da Administradora Daniely Mota, 37 anos que participou através da Organização Internacional Nova Acrópole, parceira da ABRH.

Daniely Mota ao lado dos Caçadores de Bons Exemplos. Foto: Jessé Lima

Para Daniely Cristina Vasconcelos Mota, formada em Administração Comércio Exterior pela Universidade da Amazônia (Unama), trabalha na contabilidade de uma indústria de tintas em Benevides-PA, nos conta que já participou outras vezes do congresso da ABRH-PA.

“Não é a primeira vez que participo, mas é a segunda ou terceira. E esse evento significou uma grata oportunidade de repensar a vida através das ditadas pelas necessidades humanas dentro e fora das corporações. Pura Filosofia aplicada”, disse Daniely.

Segundo ela, a troca de experiências com os palestrantes foi fundamental. “A troca de experiências e sinergias foram fortes. Aprendi muito com todos, mas o que foi marcante para mim foi a constatação de que o maior dos tesouros não são os dados e sim o ser humano dotado de valores e consciente de sua responsabilidade ética e social, como garantia de um futuro mais digno para todos. Os aparatos tecnológicos não passam de meios para expressão do Ser”, reiterou a administradora.

A participação da congressista no evento foi por conta de uma atuação como voluntária na Nova Acrópole que é parceira da ABRH, com isso teve o direito de representar a entidade no congresso.
Daniely Mota destacou a palestra de Jefferson Leonardo como magistral.

“A palestra do Jefferson foi magistral! Primeiro que o título já começou interessante e atraente, daí também a abordagem dinâmica nos incitava a todo o momento repensar nossa postura diante tantas mudanças. Deixou dicas valiosas como: precisamos conhecer a nossa história e a do outro, sair da zona de acomodação e fazer cada vez mais reconexão com a Vida. Adorei”, concluiu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here